terça-feira, 22 de agosto de 2017

Casa José Vieira de Araújo adia sessão ordinária mais uma vez

Marcada para a manhã destá terça-feira (22), a terceira reunião ordinária do segundo período de 2017 da Casa José Vieira de Araújo foi adiada para a próxima quinta-feira (24), a partir das 14 horas.

O fato se dá, devido o convite recebido pelos vereadores para participar, na manhã desta terça, de uma reunião na sede do 24ª Batalhão de Polícia Militar, com o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB) e o Ten. Cel. Aleixo Barbosa. Segundo a assessoria da Câmara de Vereadores, na oportunidade será discutido questões relacionadas a segurança pública da cidade. 

Na última quinta-feira (17), a terceira sessão ordinária já havia sido adiada para esta terça, devido o atraso em reformas e serviços de manutenção que estavam sendo realizados no plenário do Legislativo Municipal.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Direto ao Ponto no ar

Articulado

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB) acompanhou, na última sexta-feira (18), a homenagem do LIDE Pernambuco ao prefeito de São Paulo, João Dória, também do PSDB e fundador do LIDE. Edson esteve ao lado do Ministro das Cidades, Bruno Araújo, e na oportunidade conversou sobre economia e é claro conjunturas políticas.

Edson que é aliado de primeira ordem de Bruno Araújo seguiu na comitiva, atendendo convite do ministro, onde no sábado participou de entrega de 2 mil casas no Amapá. Foi mais uma oportunidade para falar sobre as eleições 2018, além de discutir demandas para Santa Cruz do Capibaribe. Edson tem sido lembrado como principal nome na região para substituir Bruno Araújo na Câmara Federal, caso o ministro dispute um cargo majoritário nas próximas eleições.

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe apoia III Expogana

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe apoiou a realização da III Expogana, realizada no sítio Magana, Zona Rural do município. O evento que começou na quinta-feira (17) e seguiu até este domingo (20).

Representando o prefeito Edson Vieira (PSDB), o vice-prefeito Dida de Nan (PSB) acompanhado dos vereadores Dr. Nanau (PSDB), Caetano Motos (PROS) e Nailson Ramos (PMDB) e do secretário de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Isaac Aragão, prestigiaram os agricultores que exibiam seus animais.
Durante o evento, o vice-prefeito acompanhou as ordenhas realizadas no local que apresentou os animais que foram campeões na quantidade de produção de leite. Concorreram mais de 18 animais nas categorias bovinos e caprinos. A exposição de bovinos foi a novidade desta edição.

Ao todo, 26 agricultores participaram da desta edição, e um dos organizadores do evento, Joás Cardoso, comentou sobre o sucesso do evento. “O nosso foco principal em relação a essa festa, é mostrarmos a capacidade da produção de leite da caprinocultura, é um trabalho que requer muito carinho para você se dedicar a criar uma cabra leiteira, para ela chegar e te dá o retorno produzindo bem para que possamos ter o produto final (que é o leite) e termos a oportunidade de apresentar a nossa produção em eventos desse tipo”, frisou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Isaac Aragão, também prestigiou o evento e falou da sua experiência em participar pelo primeiro ano, como secretário da pasta que tem ligação com os agricultores.

“Eu fiquei surpreso porque não imaginava que esse evento fosse desse tamanho, e fico feliz porque são eventos como esse que vem proporcionar o desenvolvimento da região e do nosso município, bem como destacar o trabalho da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agricultura em apoiar os agricultores que residem na zona rural para permanecerem nos seus lugares de origem enfrentando as dificuldades e conseguindo sobreviver através da produção de seus animais”, pontuou.

O vice-prefeito Dida de Nan falou sobre sua passagem pelo evento e reafirmou o compromisso da Prefeitura Municipal em ajudar eventos semelhantes.

“É muito bom, pois se trata de um evento grande e importante para o Sítio Magana e para o município, é onde se tem a oportunidade de apresentar os animais e vê o quanto são bem cuidados, dá muito prazer em ver a qualidade dos animais e toda a produção deles. É um movimento bom para a região e eu espero que eventos dessa natureza possam ocorrer em outras vilas, pois nós poderemos ajudar já que tudo no evento traz renda, são produtores, vendedores de comidas e bares que funcionam. Nós temos a consciência tranquila de que fizemos a nossa parte, os organizadores nos procuraram e Edson (Prefeito) sempre deixou claro a sua intenção em ajudar, já que se trata de algo que vem movimentar a economia de Santa Cruz do Capibaribe e o poder público se faz necessário estar presente”, disse.
A programação da expogana contou com torneios de baleadeiras, pega de bode, ordenhas, leilão e shows grátis com artistas regionais. Toda a estrutura foi montada no Estádio de futebol Nogueirão. O evento ainda teve avaliação dos reprodutores e entrega da premiação aos agricultores que venceram as competições com seus animais.

Próxima parada de João Dória no Nordeste será em Campina Grande

Dando continuidade as viagens que tem feito pelo país, o prefeito de São Paulo, João Doria, estará no próximo dia 31 na cidade de Campina Grande (PB) para proferir palestra para empresários locais.

Na última sexta-feira (18), João Dória esteve no Recife, onde foi homenageado pelo Grupo Lide Empresarial.  Na oportunidade, o gestor afastou a possibilidade de disputar prévias no PSDB com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Porém se disse a favor das eleições primárias para a escolha do candidato do partido a presidente da República.

Roteiro - Além de Recife, só este mês, Doria já passou por Salvador (BA), Natal (RN), e Fortaleza (CE), onde recebeu títulos de cidadão e homenagens. No próximo mês de setembro, o prefeito de São Paulo estará em Maceió (AL) a convite do prefeito Rui Palmeira (PSDB).

Fernando Filho, durante entrevista, dá sinais de distanciamento da Frente Popular


Os sinais de que o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho está perto de anunciar a saída do PSB estão ficando mais frequentes e com maior intensidade. Depois de o senador percorrer os municípios do Sertão do Estado afirmando estar desconfortável no partido, o seu filho, o ministro das Minas e Energia, Fernando Filho (PSB), mostrou que a relação dentro do partido está esgarçada durante entrevista concedida a Rádio Folha FM 96,7.

Durante entrevista, Fernando Filho não conseguiu lembrar a última vez que teve um encontro de trabalho com o governador Paulo Câmara. “Faz tempo que não tenho conversado com ele. Recentemente nos encontramos no casamento do prefeito de Petrolina (Miguel Coelho, PSB). Já tem algum tempo. Estou tentando lembrar aqui, mas não consigo lembrar. Mas eu estou à disposição do governador e da administração para dar a contribuição”, revelou.

Segundo o auxiliar ministerial, o tratamento dado pela Executiva Nacional do PSB foi o principal fator de desgaste na relação do seu grupo com a agremiação.  “O que gerou mais desconforto agora foi a forma e a reação em cima desses parlamentares. Na questão estadual se ressaltou alguns pontos aí, nós nunca estivemos representados no Governo do Estado, mas isso não é o mais relevante. A gente sempre buscou ajudar o Governo. Mas é vida que segue”, ponderou.

Ao ser questionado sobre sua nota para a atual gestão do Palácio das Princesas, Fernando Filho disse que não faz avaliações de governos, mas que ouve queixas na parte política sobre falta de espaço, diálogo e formatação na política pública.

Câmara Federal tenta votar reforma política nesta semana

A Câmara dos Deputados tentará votar nesta semana a proposta de reforma política que estabelece alterações no sistema eleitoral e cria um fundo com recursos públicos para bancar as campanhas dos candidatos. A sessão para votar o projeto, em primeiro turno, está marcada para esta terça-feira (22).

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) prevê o "distritão" para 2018 e 2020. Nesse modelo, cada estado ou município vira um distrito eleitoral e são eleitos os candidatos mais votados. Não são levados em conta os votos para o partido ou a coligação.

Pela proposta, será adotado o "distrital misto" a partir de 2022, uma mistura do sistema proporcional e do majoritário. Assim, o eleitor votará duas vezes: uma no candidato do distrito e outra na lista do partido. Metade das vagas irá para os candidatos eleitos por maioria simples. A outra metade, conforme o quociente eleitoral pelos candidatos da lista. O formato gerou divergências entre os partidos e há sugestões de mudanças no texto que podem ser votadas em plenário.

Sobre o fundo eleitoral, o projeto previa um repasse para as campanhas de 0,5% da receita bruta do governo em 12 meses, o que corresponderia a R$ 3,6 bilhões em 2018. Entretanto, ganhou força nos últimos dias o entendimento para retirar o montante do texto e deixar que o Congresso defina os valores do fundo no ano anterior a cada eleição. Para ser aprovado, a proposta precisa do apoio mínimo de 308 dos 513 deputados, em duas votações. Se aprovada pela Câmara, a reforma seguirá para o Senado.